19 de set de 2013

Pesquisa revela que pais acham não sabem abordar o tema 'álcool' com seus filhos

JUSSI UP NOTÍCIAS





Com o intuito de estimular o diálogo entre pais e filhos sobre o consumo de álcool, a Ambev organizou uma pesquisa em 11 países a respeito do tema. No total, foram entrevistados 11 mil pais na Argentina, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Alemanha, México, Estados Unidos, Reino Unido, Rússia e Ucrânia.

A Pesquisa de Responsa Ambev aponta, por exemplo, que, no Brasil, 33% dos pais não fala com seus filhos sobre o consumo de álcool. apesar de considerarem que isso é importante. As principais razões são: julgam seus filhos muito novos para isso; confiam que eles saberão tomar as decisões certas; não sabem como começar o assunto; acham estranho, têm vergonha de abordar a questão.

Os pais são influenciadores importantes na vida de seus filhos, na forma como eles se comportam e nas decisões que tomam, incluindo consumir ou não bebida alcoólica. Muitos jovens têm o primeiro contato com álcool em casa, junto de um familiar.

"Por isso, é relevante que haja diálogo entre pais e filhos, a fim de conscientizar os jovens  de que o álcool não deve ser consumido por menores de 18 anos e nunca pode ser associado à  direção. A educação é uma ferramenta essencial em prol do consumo responsável", afirma Ricardo Rolim, diretor de relações institucionais, sustentabilidade e comunicação da Ambev. "Queremos ajudar nesse papo em família e estamos trabalhando em maneiras de fazer isso , que esperamos anunciar  em breve", complementa.

A divulgação do levantamento vem somar-se as atividades da Ambev para comemorar o Dia de Responsa, que acontece na próxima sexta-feira (20.09). Nesta data a cervejaria celebra anualmente o compromisso com o consumo responsável de seus produtos. A iniciativa também é realizada pela Anheuser Busch Inbev, grupo do qual a Ambev faz parte, com o nome de Be(er) Responsible Day - e mobiliza todos os 116 mil funcionários da empresa  em 23 países, sendo 32 mil  somente no Brasil.

Este ano, o Dia de Responsa tem um significado especial para a companhia, pois marca a comemoração de 10 anos do Programa Ambev de Consumo Responsável, que inclui diversas iniciativas além do Dia de Responsa.

Pesquisa de Responsa Ambev

Você concorda com a afirmação: "É importante para os pais conversar com seus filhos sobre o consumo de álcool?"

Porcentagem dos pais que respondeu "Concordo"

Alemanha - 100%
Argentina - 99%
Bélgica - 97%
Brasil - 98%
Canadá - 97%
China - 46%
Estados Unidos - 97%
México - 92%
Reino Unido - 97%
Rússia - 93%
Ucrânia - 90%

Você já conversou com seus filhos sobre o consumo de álcool?

Porcentagem dos pais que respondeu "Não"

Alemanha - 15%
Argentina - 19%
Bélgica - 21%
Brasil - 33%
Canadá - 26%
China - 53%
Estados Unidos - 25%
México - 24%
Reino Unido - 25%
Rússia - 31%
Ucrânia - 34%

Se você mencionou que não conversou com seus filhos sobre o consumo de álcool, quais são as razões? (pode escolher mais de uma) Alemanha 88% Acho que meu filho é muito jovem ainda 13% Confio que meus filhos tomarão a decisão certa Argentina.

92% Acho que meu filho é muito jovem ainda
3% Confio que meus filhos tomarão a decisão certa
3% Não tenho certeza sobre como começar a conversa

Bélgica
73% Acho que meu filho é muito jovem ainda
21% Confio que meus filhos tomarão a decisão certa

Brasil

48% Acho que meu filho é muito jovem ainda
22% Não tenho certeza sobre como começar a conversa
15% Confio que meus filhos tomarão a decisão certa
9% Muito estranho falar sobre isso/vergonha de discutir

Canadá

81% Acho que meu filho é muito jovem ainda
8% Confio que meus filhos tomarão a decisão certa

China

77% Acho que meu filho é muito jovem ainda
71% Confio que meus filhos tomarão a decisão certa
33% Não tenho certeza sobre como começar a conversa

Estados Unidos

89% Acho que meu filho é muito jovem ainda
5% Confio que meus filhos tomarão a decisão certa

México

70% Acho que meu filho é muito jovem ainda
13% Não tenho certeza sobre como começar a conversa

Reino Unido

90% Acho que meu filho é muito jovem ainda
26% Confio que meus filhos tomarão a decisão certa

Rússia

79% Acho que meu filho é muito jovem ainda
45% Confio que meus filhos tomarão a decisão certa

Ucrânia

67% Acho que meu filho é muito jovem ainda
10% Confio que meus filhos tomarão a decisão certa

Em sua opinião, em qual idade é apropriado para os pais começarem a falar com seus filhos sobre o consumo de álcool? Média geral de todos os países - 10 anos de idade

Alemanha - 10 anos
Argentina - 10 anos
Bélgica - 12 anos
Brasil - 9 anos
Canadá - 11 anos
China - 14 anos
Estados Unidos - 10 anos
México - 10 anos
Reino Unido - 11 anos
Rússia - 9 anos
Ucrânia - 10 anos

Biblioteca Juracy Magalhães Jr. comemora 45 anos com palestra e feira de livros

JUSSI UP NOTÍCIAS


Para comemorar seus 45 anos a Biblioteca Juracy Magalhães Jr. do Rio Vermelho irá promover a primeira edição da “Feira Literária da Primavera”, entre os dias 20 e 22/09 e uma palestra sobre os rumos do ensino e aprendizagem da Língua e Literatura no desenvolvimento do ser humano, no dia 23/09.

Na sexta, sábado e domingo (20, 21 e 22/09) a Biblioteca vai promover a “Feira Literária Primavera das Letras”, na qual publicações serão vendidas a preços módicos. A ação reunirá escritores já conhecidos da comunidade do Rio Vermelho, como Sérgio Matos, que já participou de uma das edições do “Encontro com o Escritor”, também promovido pela Biblioteca.

“Inicialmente tínhamos planejado a Feira apenas para sexta e sábado, mas decidimos estendê-la para o domingo para unir com outras atividades que acontecerão no Rio Vermelho”, ressaltou Sônia Morelli, diretora da instituição. Outros escritores moradores e ex-moradores do tradicional bairro de Salvador também foram convidados para divulgar suas obras.

Palestra: Na segunda-feira (23), às 9h, o escritor e professor assistente de Literatura Portuguesa e Brasileira do DCHT – Campus XXII da Uneb, Adriano Eysen, falará sobre os novos rumos das letras na era do descartável e a importância do ensino e aprendizagem da Língua e Literatura no desenvolvimento do ser humano.

Serviço: O quê: Feira literária “Primavera das Letras”, Onde: Biblioteca Juracy Magalhães Jr. Rio Vermelho, Quando: Dia 20 (das 9h às 14h), dia 21 (das 9h às 13h) e dia 22/09 (das 9h às 12h).

O quê: Palestra: Os rumos das letras na era do descartável, Onde: Biblioteca Juracy Magalhães Jr. Rio Vermelho, Quando: Dia 23/09, às 9h, Grátis 

As Yabás na Biblioteca Monteiro Lobato

Em nova temporada, neste domingo e no próximo (22 e 29/09), sempre às 11h, a Cia. de Teatro na Boca de Cena apresenta na Biblioteca na Biblioteca Monteiro Lobato (Nazaré), a peça O Encontro das Yabás. Com a direção de Eugênio Lima, o espetáculo retrata os dilemas cotidianos dos moradores da Boca do Rio, um dos bairros remanescentes quilombolas de Salvador e dos pescadores de xaréus.

A história da peça é contada por meio de lendas do rio que deságua no mar, contos de pescadores, das lavadeiras e dos primeiros habitantes do bairro até os dias de hoje, retratando um dos momentos mais importantes para a comunidade à beira mar: A festa de pescadores.

Serviço: O quê: O Encontro das Yabás na Biblioteca Monteiro Lobato (Nazaré), Onde: Biblioteca Infantil Monteiro Lobato, Quando: Dias 22 e 29/09, às 11h, Grátis

Desfecho de nova etapa deve ficar para o ano que vem

SEVERINO MOTTA
FERNANDA ODILLA
FILIPE COUTINHO
DE BRASÍLIA


Com a decisão de que haverá novo julgamento em algumas penas de 12 dos condenados no mensalão, a aposta entre advogados de defesa é que o caso dure pelo menos mais um ano.
O ministro Luiz Fux foi sorteado como o novo relator dos recursos, o que sugere celeridade no processo, uma vez que ele os rejeitou e, ao longo do julgamento, adotou a linha dura o presidente da corte e relator do caso, Joaquim Barbosa, contra os réus.

No PT, Fux é visto como antípoda do principal réu do mensalão, o ex-ministro José Dirceu, a quem procurou antes de sua nomeação em 2011 para pedir apoio. Dirceu o acusou de ter prometido o absolver em caso de ser nomeado, o que Fux nega.

A decisão de acatar os chamados embargos infringentes foi precedida de forte polêmica e dividiu a corte.

O ministro mais longevo do STF, Celso de Mello, é sempre o último a votar. Coube a ele desempatar o placar, e seu longo voto de 2h05min frustrou aqueles que esperavam se não a reversão de sua posição favorável aos infringentes, ao menos a cobrança por rapidez no processo.

"Se é certo que a suprema corte constitui por excelência um espaço de proteção e defesa das liberdades fundamentais (...) não pode expor-se a pressões externas como as resultantes do clamor popular e pressões das multidões sob pena de completa subversão do regime constitucional de direitos e garantias individuais", disse na introdução a seu voto.

Depois, fez a defesa teórica de que o regimento interno, que é de 1980 e admite os infringentes, tem o mesmo peso da lei de 1990 que regulou recursos na corte e no STJ e que não trata desse recurso.

Com isso, além de Dirceu, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha (PT-SP) poderão escapar da prisão em regime fechado.

Maior caso da história do STF, o mensalão consumiu 64 sessões do tribunal e comprovou a existência de esquema de compra de apoio parlamentar durante o primeiro mandato do ex-presidente Lula.

O mensalão em si não será questionado nos novos julgamentos. O esquema foi revelado pela Folha em 2005. Em 2006 o Ministério Público Federal apresentou sua denúncia, que foi aceita pelo Supremo no ano seguinte.

Em agosto do ano passado, o julgamento começou, pontuado de bate-bocas duros entre ministros, notadamente entre Barbosa e o revisor do caso, Ricardo Lewandowski.

Agora é preciso que tudo o que foi decidido nesta etapa de análise de recursos seja publicado, o que deve ocorrer em 30 a 45 dias.

Depois, os novos recursos têm de ser apresentados. Ontem, ministros decidiram que terão um mês para pedir absolvição ou redução de pena.

Só depois disso Fux poderá pedir a opinião do Ministério Público, produzir seu voto e o incluir na pauta.

Crítico do novo julgamento, o ministro Gilmar Mendes havia dito que o STF não poderia ser um "tribunal para ficar assando pizza". Perguntado ontem se "houve pizza", ele ironizou: "Posso recomendar uma pizzaria para vocês".

18 de set de 2013

Até onde as construções residenciais estão preparadas para acessibilidade?

JUSSI UP NOTÍCIAS
Por Renata Marques



Muito propagado entre os projetos comerciais e espaços públicos por todo o País, o acesso de pessoas com necessidades especiais, como idosos, cadeirantes e obesos, por exemplo, ainda é bastante complicado em muitos imóveis residenciais, principalmente nas construções mais antigas.

Poucos projetos contemplam a acessibilidade como uma de suas principais premissas e, ao refletir sobre isso, todos nós em algum momento de nossas vidas passamos ou podemos passar por um período em que nossa mobilidade é comprometida. Isso sem falar nos nossos parentes com idade mais avançada. É exatamente nesta situação que percebemos como a arquitetura pode influir diretamente no bem-estar e qualidade de vida.

Reformas aparentemente simples revelam-se um grande problema se não previstas no projeto inicial da obra. Vãos e folhas de porta mais largos, essenciais para passagem de cadeira de rodas ou para circulação de obesos, assim como corredores mais amplos, que possibilitam uma melhor circulação, facilitam muito a vida dos moradores se já incorporados às plantas.

Um espaço crucial para determinarmos o nível de acessibilidade de um imóvel são os banheiros. Boxes amplos e a instalação de barras de apoio permitem livre acesso e segurança. Enquanto torneiras com acionamento por sensor também facilitam a vida de quem já não tem a mesma firmeza para executar movimentos. As bacias precisam ser instaladas mais altas para facilitar a transição para as cadeiras de apoio e a posição também precisa ser estrategicamente pensada para permitir o livre giro da cadeira de rodas.

Nos quartos o desafio já começa com um hábito muito comum dos brasileiros de, geralmente, construí-los no andar superior das residências. Poucas casas preveem a possibilidade de um quarto no andar térreo, enquanto o ideal seria ter pelo menos um espaço que pudesse ser transformado, para o caso de uma pessoa adoentada ou impossibilitada de subir escadas. Para os cadeirantes já existe uma solução que substitui a necessidade da instalação de elevadores, um sistema que acoplado à cadeira de rodas a transporta até o andar superior.

As cozinhas são um capítulo à parte, na maioria das vezes é necessária uma reforma total para conseguir adaptar o ambiente. As pias, bancadas e pontos de torneira precisam ser mais baixos com vãos livres na parte inferior para a aproximação dos cadeirantes. Já a disposição dos móveis e outros componentes do ambiente precisam levar em consideração, não somente o trânsito, mas também o giro da cadeira de rodas. 

Apesar de regulamentadas por lei, boa parte das construções recém-lançadas no País ainda não seguem os padrões de portabilidade e livre acesso para portadores de necessidades especiais ou mobilidade reduzida. O grande desafio para arquitetos e urbanistas é não só conscientizar os construtores da importância de seguir os princípios da acessibilidade, mas também encontrar soluções viáveis para adaptar imóveis já concluídos fora dos padrões.

17 de set de 2013

ABRH Bahia divulga empresas vencedoras do Prêmio Ser Humano Luiz Tarquínio nesta quarta-feira (18)

JUSSI UP NOTÍCIAS


As empresas vencedoras da 6ª edição do Prêmio Ser Humano Luiz Tarquínio terão os nomes divulgados nesta quarta-feira (18), às 19h, em solenidade que acontece no Bahia Othon Palace Hotel, em Salvador. A premiação, que homenageia o pioneiro do empreendedorismo e responsabilidade social na Bahia, integra a programação do VIII Congresso de Gestão de Pessoas, o mais importante evento do setor de Recursos Humanos do Norte Nordeste.

Neste ano,estão participando empresas públicas, privadas e organizações da sociedade civil que desenvolvem boas práticas nas áreas da Gestão de Pessoas ou Recursos Humanos, Desenvolvimento Sustentável, Responsabilidade Social e Trabalho Decente.

A premiação é promovida pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-Bahia) e abrange também professores e universitários que desenvolveram trabalhos acadêmicos relacionados aos temas.

A programação completa do VIII Congresso de Gestão de Pessoas, inscrições e informações podem ser encontradas no site www.abrhba.org.br, ou através do telefone 71341-9309.

Especialista em Comunicação Verbal ministra palestra sobre liderança

JUSSI UP NOTÍCIAS

A comunicação tornou-se essencial para o crescimento das organizações. Essa é uma das principais ferramentas, senão a maior, para manter equipes em sintonia, inteiradas das estratégias de negócio e para disseminar da melhor maneira a imagem da corporação por meio de um discurso assertivo. 

Abordando esse assunto, o especialista em Comunicação Verbal, Reinaldo Passadori, ministrará palestra VIII Congresso de Gestão de Pessoas, evento promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos - Bahia (ABRH-BA),  que acontece nos dias 18 e 19 de setembro, no Bahia Othon Palace Hotel, em Salvador.Ele falará ainda obre sua mais recente obra, o livro "Quem Não Comunica Não Lidera". 

Durante a palestra, Passadori mostrará técnicas e estratégias de Comunicação Verbal que potencializam ações de liderança, apoiando gestores na execução de suas atividades e no desenvolvimento profissional das equipes, permitindo que os gestores possam conduzir de forma positiva os talentos profissionais. O livro mostra que a comunicação promove a influência entre os colaboradores e, ao mesmo tempo, é o exemplo que inspira, a voz que carrega a emoção que encanta os ouvintes.

Em resumo, a potencialização da liderança só se viabiliza por meio de uma comunicação eficaz. Os participantes perceber que um recurso está contido no outro e que é neste ponto que está a real sabedoria, força e beleza da comunicação. Segundo Passadori, o conteúdo abordado permite agrega grande crescimento profissional. "Essa ferramenta ajuda os gestores a terem maior persuasão sobre diferentes pessoas. Além disso, o livro é um guia para potencializar as estratégias de comunicação junto às suas equipes”, explica.

O congresso tem como tema este ano “Mobilizar para Reinventar: Pessoas, Negócios e Resultados. As inscrições podem ser feitas no site www.abrhba.org.br. Informações: 71 3341-0877.

16 de set de 2013

Ataque a base da Marinha em Washington mata ao menos 13, diz polícia; veja o suspeito

FOLHA DE S. PAULO

Pelo menos 13 pessoas morreram e diversas ficaram feridas após um ataque a tiros nesta segunda-feira em um prédio em Washington Navy Yard, local que abriga o quartel-general da Marinha dos Estados Unidos. De acordo com a polícia, um dos atiradores está entre os mortos.

Os agentes afirmam que os primeiros disparos foram ouvidos por volta das 8h20 locais (9h20 em Brasília), quando três homens vestidos com uniformes militares invadiram o prédio do Comando de Sistemas de Navegação Marítima e abriram fogo contra civis.

Entre os mortos, está o suspeito, identificado pelo FBI como Aaron Alexis (foto)

FBI/Reuters


O número de vítimas foi confirmado pelo governador do Distrito de Colúmbia, Vincent Gray. Entre os mortos, está um dos atiradores.

Segundo o FBI, o prestador de serviços Aaron Alexis, 34, que vivia em Fort Worth, no Texas, foi morto em confronto com a polícia.

Agentes de segurança consultados pelos meios de comunicação afirmam que, com o suspeito, foram encontrados um fuzil AR-15, uma espingarda e uma pistola semiautomática. Os outros dois continuam foragidos, e a polícia mantém o cerco a eles.

Jason Reed/Reuters


Segundo o porta-voz da polícia de Washington, Cathy Lenier, um deles é branco e usa um uniforme militar cáqui e o outro é negro, tem aproximadamente 50 anos, e usa um uniforme militar verde oliva. O primeiro estava armado com uma pistola, enquanto o último portava um fuzil AR-15.

Para o prefeito Vincent Gray, "não há nenhuma razão para pensar que o tiroteio foi um ataque terrorista". No entanto, a polícia não descarta nenhuma possibilidade.

Em entrevista sobre a recuperação econômica do país, o presidente Barack Obama chamou o ataque de "ato covarde" e prestou condolências às famílias das vítimas.

"Nós vamos honrar o serviço prestado por esses funcionários, que ajudaram a nos tornarmos grandes. Obviamente vamos investigar profundamente o que aconteceu, assim como nós temos muitos desses tiroteios que, infelizmente, voltam a acontecer".

REPERCUSSÃO

O Pentágono confirmou que o presidente e o secretário da Defesa, Chuck Hagel, foram avisados desde o início sobre o ataque e acompanham o desenrolar da perseguição aos autores do ataque. Hagel determinou ainda que as bandeiras americanas sejam colocadas a meio mastro.

Após o incidente, o Senado também determinou recesso aos parlamentares, por questão de segurança. O prédio atacado fica a pouco mais de dois quilômetros do Capitólio e cinco quilômetros da Casa Branca, onde mora o presidente americano.

Joshua Roberts/Reuters


Durante a busca, além dos prédios militares, a polícia ainda manteve isoladas dez escolas, cujos alunos serão liberados no horário normal de saída. O tráfego de ônibus e trens metropolitanos também foi prejudicado.

O aeroporto Ronald Reagan, que fica ao lado do rio Anacostia, em frente à base atacada, ficou fechado por uma hora e meia, provocando atrasos em voos. Não houve prejuízo no funcionamento do terminal de Dulles, que recebe os voos internacionais, incluindo os vindos do Brasil.

O Washington Navy Yard abriga 60 mil trabalhadores, a maioria deles militar. A área começou a ser ocupada pelo Exército em 1799, como um estaleiro, e foi transformada em um depósito de armas em 1812. Após a Segunda Guerra Mundial, a área passou a abrigar escritórios administrativos da Marinha.

Caso confirmado o saldo de mortos, será a tragédia mais grave no distrito de Colúmbia desde 1982, quando um avião caiu no rio Potomac, deixando 78 mortos. Na área regional, no entanto, as mortes no atentado são as maiores desde a queda de um avião no Pentágono, em 2001, que matou 125 pessoas no 11 de setembro.

Notícias - Jussi Up Notícias

Tecnologia do Blogger.

Blog Archive

.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

FOTOSVÍDEOS

  • TURISMO

    Conheça o caminho dos romeiros que visitam o santuário de Bom Jesus da Lapa
  • Porco sucessor do polvo que

    MÉDICOS CUBANOS

    Uma categoria de solipsistas
  • Wagner Moura ajuda a salvar Matt Damon em

    RIO DAS CONTAS

    População tenta impedir construção de barragem no Contas

  • SALVADOR

    Mulher é agredida no SAC do Iguatemi por atendente
  • Funcionários'jogam basquete' com encomendas no Rio

    CORREIOS

    Funcionários 'jogam basquete' com encomendas no Rio
  • IMPRENSA

    Jornalistas australianos discutem se Brasil fala italiano ou espanhol

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
1 2 3 4 5
Siga o @jussiup no Twitter